sábado, 27 de novembro de 2010

My Paulist


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

FELIZ NATAL

FELIZ NATAL       

E UM ANO NOVO COM
MUITA LUZ, AMOR E PAZ

APROVEITEMOS ESTA ÉPOCA PARA
ESPALHAR AMOR ENTRE TODOS.
BEM-HAJAM
MARIAHELENA  GUERRA

terça-feira, 23 de novembro de 2010

13º TEXTO-1ª Parte-- “O PODER DO SÉTIMO RAIO” —O Raio causador das actuais mudanças de mentalidade e de energias no homem e no planetaO 7º RAIO….é o….O SÉTIMO PROPÓSITO DA DIVINDADE


13º TEXTO-1ª Parte-- “O PODER DO SÉTIMO RAIO” —O Raio causador das actuais mudanças de mentalidade e de energias no homem e no planeta


O 7º RAIO….é o….O SÉTIMO PROPÓSITO DA DIVINDADE

Descrição da missão do “Senhor do 7º RAIO”

Este é o Raio de maior significado……é o Raio que está causando as alterações das condições energéticas da actualidade.

Vamos RELEMBRAR algo que sempre devemos ter presente:

O 1º, o 2º e o 3º Raio..… são os Raios Principais; os QUATRO seguintes, são os RAIOS de ATRIBUTO, também designados por “ Raios- SUBSIDIÁRIOS”, nome que significa terem sido emanados dos Três Primeiros (1º,2º e 3º). Os Raios subsidiários são os … 4º, 5º, 6º e 7º .

Significado da designação de “O PROPÓSITO DA DIVINDADE”: –

sob este título o Mestre D.K. descreve-nos as características ou atribuições de cada Senhor de raio, isto é, as funções que a Divindade atribuiu e encarregou… a cada um destes Grandes Seres que apelidamos de …..“Senhores dos Raios”.

O “PROPÓSITO DA DIVINDADE” é a Missão que cada um destes Senhores deve executar ……para que seja posta em prática a Vontade de Deus, tanto nos céus como na Terra.

Nota:
A missão destes Senhores dos Raios, nada tem a ver com a missão dos Mestres Ascensos que são os directores (se assim se pode chamar) desses mesmos Raios e que vão sendo substituídos uns pelos outros, nesses cargos.

Como já aqui ficou dito…. Os verdadeiros SENHORES de Raios, “são os próprios RAIOS” em si mesmo; são os Seres que conhecemos pelo nome de KUMARAS, os primeiros emanados do PAI-MÂE; pois de acordo com as informações dos Mestres, ainda não podem ser revelados os Seus Verdadeiros Nomes.


Descrição dos dons do Senhor do 7º Raio e a Sua Missão:

O SÉTIMO PROPÓSITO DA DIVINDADE …ou…SÉTIMO RAIO.. abrange tudo o que diz respeito á “ORDEM ou MAGIA CERIMONIAL”

O Senhor deste Raio tem uma importantíssima missão a cumprir….-durante todo o tempo que estiver em manifestação….. – que pode ser de cerca de 2.000 a 4.000 anos…. – e que é a de “ABRIR A PORTA DO TEMPLO DOS MISTÉRIO OCULTOS….. e preparar o ….HOMEM… para lá ingressar.

Um a um, todos os seres, irão passar pela “contra-porta” esotérica e espiritual, através de um factor psicológico, que é chamado de “um teste mental”.

Esse teste demonstrará a utilidade do trabalho e do poder mental do homem……”mostrará a sua capacidade para construir pensamentos-forma” e a sua aptidão para vitalizá-los, isto é, para dar-lhes vida.

Esta capacidade servirá para estabelecer as regras necessárias de preparação para o trabalho que possibilitará, …a nós candidatos…, o acesso aos mistérios e á nossa entrada no Grande Templo para assumirmos o nosso lugar como “trabalhadores criativos” e, assim, podermos colaborar no trabalho mágico do Senhor do Templo….que é o Grande Senhor do Sétimo Raio.

Este Senhor é conhecido por muitos nomes…..”e saber o significado desses nomes é imprescindível e fundamental para os dias de hoje.

O MAGO NÃO REVELADO ………O TRABALHADOR NA ARTE MAGICA,

O CRIADOR DA FORMA ………… O DOADOR DA LUZ DO SEGUNDO SENHOR,

O MANIPULADOR DO CEPTRO ……. O OBERVADOR NO ORIENTE,

O GUARDIÃO DO SÉTIMO PLANO ……. O INVOCADOR DO JURAMENTO,

O GUARDIÃO DO TEMPLO ……. O REPRESENTANTE DE DEUS,

AQUELE QUE ELEVA À VIDA ……. O SENHOR DA MORTE,

AQUELE QUE ALIMENTA O FOGO SAGRADO ….… A ESFERA GIRATÓRIA,

A ESPADA DO INICIADOR ……. O CONTRUTOR DA PRAÇA,

O TRABALHADOR ALQUIMICO DIVINO ……. A FORÇA ORIENTADORA,

A CHAVE PARA O MISTÉRIO ……. O UNIFICADOR ARDENTE,

A EXPRESSÃO DA VONTADE ……. O REVELADOR DA BELEZA.

COMPREENDER O SIGNIFICADO DESTES NOMES É CONSEGUIR FAZER UMA IDEIA DAQUILO PARA QUE ESTE SENHOR DO RAIO NOS ESTÁ PREPARANDO…….. ATRAVÉS DAS ENERGIAS QUE EM NÓS PROJECTA, ALTERANDO NOSSAS MENTES E NOSSOS CORPOS FISICOS E ETÉRICOS.


No plano físico, este Senhor do Sétimo Raio POSSUI uma FORÇA muito especial na Sua manifestação Divina.

Junto dos Seus Seis Irmãos, a Sua Força é destacada porque Ele faz ..…”aparecer”, Ele torna “visivel”, Ele “usa”…..o trabalho Deles no homem e no planeta quando estiveram em manifestação…..dando ...”Préstimo”... á missão de cada um Deles.

O Senhor do Sétimo Raio é o mais activo de todos os Senhores; e neste período mundial (aqui deve entender-se por período o tempo de uma era), Ele nunca estará fora de Manifestação por mais de 1.500 anos.

O Mestre diz-nos que é como se …

“Ele rodopiasse para dentro e para fora do trabalho activo sob um ciclo muito rápido e sua relação mais íntima, simbolicamente, é com Seus Irmãos do Segundo e do Quinto Raios, neste período mundial.”

Diz-nos o Mestre Djwhal Khul que:

Quando este Grande Senhor deixou o lugar altíssimo e desceu até á sétima esfera (o nosso planeta) para cumprir a Sua Missão, foram sussurrados aos Seus ouvidos, os aforismos ou as regras dos princípios de grande alcance que Ele teria de cumprir.

Vejamos alguns desses aforismos ou Regras:

1. Toma tuas ferramentas contigo, irmão da luz construtora. Entalha fundo. Constrói e modela a pedra viva.

2. Escolhe os teus trabalhadores. Ama-os a todos. Escolhe seis para fazerem a tua vontade. Permanece o sétimo no oriente. Contudo, chama o mundo para entrar naquilo que construíres. Mistura tudo na vontade de Deus.

3. Senta igualmente no centro e no oriente. Não te movas de lá. Envia tua força para fazer tua vontade e poupa tuas forças. Usa bem o poder do pensamento. Senta quieto.

4. Vê todas as partes entrarem no propósito. Constrói para a beleza, irmão Senhor. Faz todas as cores brilhantes e claras. Vê a gloria interior. Constrói bem o santuário. Usa de cuidado.

5. Observa o teu pensamento. Entra á vontade na mente de Deus. Arranca de lá o poder, o plano, a parte a desempenhar. Revela a mente de Deus.

6. Fica no oriente. Os cinco te deram uma palavra amiga. Eu o sexto te digo para usá-la sobre os mortos. Revive os mortos. Constrói formas novas. Guarda bem aquela Palavra. Faz todos os homens procurarem-na por eles mesmos.

Ao terminar esta descrição o Mestre diz-nos “O ensinamento tem de ser proporcionado “simbolicamente” e a sua compreensão necessita “um despertado raciocínio esotérico”; muitos de vós meus estudantes, já têm capacidade para compreender quase tudo; apenas quase….porque compreendê-lo por inteiro ainda não é possível, ainda não chegou o tempo.

No próximo texto…2ª parte, será dada a explicação destes aforismos, embora de uma forma não completa. No entanto, o que conseguimos compreender destes aforismos é SIMPLESMENTE MARAVILHOSO.


MARAVILHOSO PARA AS NOSSAS PERSPECTIVAS DA POSSIBILIDADE DE UM AVANÇO ESPIRITUAL ADIANTADO A CURTO PRAZO, SE ASSIM O DESEJARMOS.

Tem TUDO a ver com as energias que se andam manifestando em nossos corpos e em todo o planeta.

Luz, Amor e Força de Vontade.


Texto coligido e composto por

MariaHelena Guerra

sábado, 13 de novembro de 2010

8ªLIÇÃO… DOMINIO SOBRE A MENTE……..CURSO MEDITAÇÃO RAJA YOGA



8ªLIÇÃO… DOMINIO SOBRE A MENTE……..CURSO MEDITAÇÃO RAJA YOGA


Em lições anteriores foi esclarecido:

1. Que nós…”conscientes do nosso “EU” superior ….. podemos reconhecer que ELE (o “EU”) é totalmente independente do nosso “corpo físico” … reconhecemos também a sua imortalidade, invencibilidade e invulnerabilidade.

2. Que somos capazes de admitir a Sua superioridade, não só em relação ao nosso corpo físico, mas também em relação á nossa mente física, ou seja, reconhecer que a mente física não é o nosso EU; …. a mente é o instrumento, através do qual, o nosso EU superior ou EGO se expressa. ….. o EU é o senhor da mente fisica, assim como é o senhor do corpo físico. ….. o EU está por detrás de todos os pensamentos…… e nós,” quando nos identificamos com o nosso “EU superior”” , podemos colocar-nos de lado para observar e analisar todos os pensamentos, desejos, sensações, paixões activadas pelo corpo físico ou “eu físico inferior”…. e conseguimos, por este meio, reconhecermos que estamos totalmente á parte de todas estas manifestações físicas.

O “EU” ou “EGO” é distinto de todas essas manifestações…….perante elas, ELE permanece imutável, real e plenamente existente.

3. Aprendemos que o “EU” é muito maior do que o pequeno “eu” pessoal;
  Aprendemos que o “EU” é o centro da consciência daquela grande Realidade Una ou ESPIRITO, que penetra todo o universo e que está em conexão com todas as formas de vida e existência ….e cujo CENTRO é o ABSOLUTO ou DEUS……..o Grande EU do Universo.

Aprendemos o suficiente para pensar e sentir que:
“EU” sou receptivo só para o ABSOLUTO, porque é o Centro do Ser… eu pertenço a esse SER”. Por isso, confirmo o meu domínio sobre a mente física, sobre a energia e a matéria, exercendo sobre elas a minha vontade.
Reconheço a minha subordinação ao ABSOLUTO e com vontade abro a minha alma ao influxo da vontade divina, participando do seu poder, força e sabedoria.

A lição que se segue e outras seguintes, têm por finalidade auxiliar-vos a adquirir domínio sobre todas as manifestações subordinadas á matéria, energia e à mente física.

Para adquirirdes este predomínio tereis de vos familiarizar com a natureza daquilo que ireis “controlar”.

Iremos explicar a natureza de três das maiores manifestações, conhecidas como:

Chita … “a substancia mental”;
Prana…”a energia”
Akasha…”o principio da matéria.


Não devem esquecer que o nosso “EU” é superior a estas três manifestações porque o “EU” é Espírito, ..conhecido pela palavra Átman.

Não devem esquecer, que a matéria, a energia e a mente são manifestações do Absoluto, mas são coisas relativas…(aqui relativo, significa ..que não é absoluto, que depende de outra coisa, (valor relativo).

A filosofia yogue ensina que a matéria é a mais grosseira das formas de substância…..sendo inferior em relação á energia e à mente…a matéria é “negativa” e está subordinada á energia e à mente.

Num grau mais alto do que a matéria está a “energia ou força”…. é “positiva” em relação á matéria e tem autoridade sobre ela … isto por que a matéria é uma substancia mais grosseira.

Mas a energia ou força, por sua vez, …. É negativa e subordinada à mente …. Por esta ser formada por uma ….mais alta substancia.

Isto quer dizer:
Que destas três grandes manifestações, a mais alta e poderosa é a MENTE….porque:
----é constituída pela mais fina forma de substancia e domina tanto a matéria como a energia ….ela é positiva a ambas.
MAS….
A mente é negativa e subordinada aoEU SUPERIOR”…que é ESPIRITO.
Por isso…a mente obedece ás Ordens do EU, quando são dadas com firmeza e com inteligência.
Por fim,
O “EU” é subordinado apenas ao Absoluto--- que é o Centro do SER.
Assim …. O “EU” ou “EGO” é “positivo” à tríplice manifestação:- mente-energia-materia, tendo domínio sobre todas as três.

Anotem que o “EU” é um centro de consciência no “grande corpo do espírito”, mas que será considerado como uma coisa separada para fins de estudo.


Alterações no corpo físico
O nosso corpo é apenas uma forma física, através da qual flui uma corrente de matéria sem fim, porque as partículas e os átomos do corpo estão em incessante mudança …renovando-se, substituindo-se, sendo atraídos e repelidos.

O nosso corpo de alguns anos atrás, ou melhor dito, as partículas que o compunham, afastaram-se de nós, não estão mais no seu lugar, formam agora novas combinações no mundo da matéria, mais fortemente no presente, devido ás fortes emanações de energia cósmica, que estão provindo actualmente dos 7º e 5º Raios.

Este processo repete-se no corpo até que ele seja total e definitivamente devolvido ao armazém espacial; e a sua repetição, mais ou menos forte, depende da “era” que atravessamos e da espécie de energia cósmica emitida.

Esta incessante mudança é maior e mais acentuada por ocasião das mudanças de energia provocadas pela emanação das forças dos raios em manifestação; de tal forma carregadas que provocam…as sentidas… “manifestações” nos corpos físicos.

Aqueles que desconhecem a razão destas “manifestações”, perdem-se nas conjunturas que já sabemos e das quais não vale a pena falar.

******

O domínio sobre a mente e a possibilidade de dominá-la depende de se conseguir reconhecer a”verdade” de que somos capazes de ser o Senhor dela.

O conhecimento traz o domínio…..e o domínio traz resultados.
Esta é a base da ciência de Raja Yoga, e os seus exercícios, nesta fase, têm a finalidade de desenvolver este conhecimento e adquirir o domínio por hábito e prática.
Ensina também que a mente não é o EU, mas que é a coisa pela qual e por meio da qual o EU..pensa.

Relembrar a Definição da mente
Foi ensinado que a mente funciona em três planos, sendo as suas manifestações as seguintes:

1ª Mente Institiva

2ª Intelecto

3ª Mente Espiritual
Estas três manifestações da mente, em conjunto, constituem a “mente” da pessoa….elas estão agrupadas em redor do EU…formando a “alma” do individuo.
Notem que…. Muitas vezes há quem use a palavra “alma”…. Como sinónimo de “espírito”, mas aqueles que têm estudado estes ensinamento saberão fazer a distinção.

A alma é o “EU” rodeado dos seus princípios mentais,
ao passo que

o Espírito é a “alma da alma”….o “EU”….como Ser Real,… centelha divina.

Por isso, o primeiro passo para se alcançar este poder consiste no domínio que o homem tem de alcançar sobre a sua própria mente.

Rajá yoga ensina que o EU se manifesta em vontade, e que esta vontade deve ser empregada para que possamos servirmo-nos da mente …guiando-a, governando-a e dirigindo-a.

O seu ensino e exercícios são para aprender a limpar a mente de todo o entulho e de todos os obstáculos, conservando-a limpa, clara e sã.

Segue-se o aprender a dominar esta mente com inteligência e eficácia, preservando-a de todo o desperdício de força e elevando a mente, por meio da concentração, á plena harmonia com a vontade, aumentando o seu poder e assegurando a sua eficácia.

A concentração e o poder da vontade são os meios que devemos utilizar para dominar a mente a fim de a tornar obediente e sã… e com ela assim treinada,…. partir para o mundo exterior, agindo positivamente sobre a energia e a matéria.

Esta prática nos levará a descobrir que o pedaço de mente que cada homem usa é apenas uma gota do oceano que existe em cada um de nós.

NA PROXIMA LIÇÃO serão dados os exercícios referentes a esta lição.

Lição preparada por

MariaHelena Guerra
in
http://sabedoriaviva.ning.com/
Grupo Curso Gratuito de Meditação
Raja Yoga

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

EM NOSSA PERMANÊNCIA NO ASTRAL…CONHECER-NOS-EMOS UNS AOS OUTROS?????


EM NOSSA PERMANÊNCIA NO ASTRAL…CONHECER-NOS-EMOS UNS AOS OUTROS?????


Esta é uma pergunta que muitos de nós, que começaram há pouco a sua aprendizagem do esoterismo ou ocultismo, fazem a si mesmos; esta pergunta tem a sua raiz, isto é, a sua razão de ser, no nosso coração cheio de amor e afeição por nossa família e amigos.

Muito do que se aprende ou lê sobre os outros planos de nossa existência,… deixa muito a desejar, por haver quem tenha o hábito de querer que se acredite ……que ali vamos padecer pelos maus actos cometidos na terra, é uma espécie de doenças, herdada da religião, quando diziam…..Deus vai fazer-te pagar pelos teus pecados!!!!

Os verdadeiros ensinamentos têm o cuidado de …desmistificar isto…mostrando que o que nos espera é uma estadia agradável e não um período de penas e sofrimento..porque…DEUS É AMOR!

Tudo o que nos espera nesses outros planos de nossa existência é um período de paz e bem-estar na companhia dos entes que nos são queridos na terra.

Não é em vão que, muitas vezes, sentimos…”em relação a pessoas”…com quem falamos ou contactamos pela primeira vez, que temos laços que nos ligam…apenas sentimos…mas não sabemos o porquê desse sentir; o porquê é exactamente as maravilhosas relações de amizade do plano astral; quando se baseiam numa verdadeira “empatia”…. cá nos voltamos a encontrar.

A alma, que nós somos, aspira instintivamente á companhia não só daqueles a quem estamos ligados por laços de amor conjugal, paternal, maternal ou filial, como também á companhia de nossos amigos predilectos.

Se não houvesse essa possibilidade, o céu seria para nós um lugar muito sombrio e frio. Talvez, por isso,…. os ensinamentos deixados para nós,…. tratam deste assunto com toda a clareza, não deixando margem para duvidas, ….para que nós, estudantes dessas verdades ….. possamos ficar a saber que esse nosso desejo e essa esperança do nosso coração humano serão realizados durante a nossa estadia no plano astral.

Ali, não só…”nos conheceremos uns aos outros”….como nos sentiremos naturalmente ligados por laços astrais de atracção aos que amámos como, também, àqueles que têm evoluído em nosso grupo, mesmo que não os tenhamos conhecido, “naquela” vida rerrestre.

Além disto, no plano astral há uma bem maior possibilidade de fazer amizade e ter uma estreita companhia com as almas nossas congéneres do que a que existe na vida terrena. Isto acontece porque “nós”, …a alma … despidos dos envoltórios do corpo físico, tornamo-nos capazes de estabelecer relações totalmente diferentes…..aquelas relações… que tanto falam os Mestres …. As denominadas …correctas relações … ou seja, relações PURAS, acompanhadas de AMOR e LUZ .

Isto só acontece porque os “fogos astrais”queimam totalmente os resíduos das atracções inferiores, e nós ..alma… podemos funcionar em muitos mais altos planos de união; isto permite que todas as relações que por um ou outro motivo não puderam realizar-se na terra, ou que por egoísmo e maldade foram pisadas,--- elas se realizarão no astral.

Isto é devido aos mais altos ideais de nossa alma.

Para se fazer uma ideia pequena deste sentimento, podemos recorrer ao que sentimos quando assistimos a uma representação ou lemos “…uma poesia, …um conto, …uma representação teatral ou um filme..” que em sua descrição ou interpretação tornam real …embora ficticiamente …ESSE IDEAL; essa leitura ou visualização desperta em nós uma profunda emoção, uma intensa sintonia com os mais elevados sentimentos e que nos eleva a planos superiores de pensamento sobre a vida.

Quão grande será, então, a alegria, o consolo e a felicidade de estarmos vivendo essa existência, onde esta exteriorização é a única natural e onde o ideal se torna realidade.

Sobre este sentimento, o célebre Emerson diz:

“Minhas palavras não podem exprimir o sublime sentido daquelas verdades; minhas palavras são demasiado imperfeitas e frias. A fala deveria ser lírica, suave e universal, como o sussurrar do vento nas copas das árvores… …numa suave carícia, suspirando amor e bem-querer.”

Os ensinamentos dizem que é difícil explicar-nos a nós ….habitantes da terra… a natureza e o carácter das amizades e companhias de que desfrutamos nos planos superiores do astral. É difícil, dizem, porque nós e a nossa mente insistimos …em pensar em termos de “lugar” ….e …no astral não existe “lugar”….existe, sim….”condições e estados”.

No astral…..”Morar”….”no mesmo lugar” com os entes amados significa:


Exemplo de 2 almas:


Ambas se ……acham ou encontram no mesmo “estado”… este estado, é um “estado de graça”, “de mercê”, “de beneficio espiritual”.


Ambas se ……acham ou encontram na mesma “condição” … esta condição, é uma “condição especial de existência”, “de vida”, “de bem-estar”, etc.


A relação de ambas é muito mais estreita e tem um “ tal grau ” de aproximação espiritual, que nada na terra se lhe pode comparar.


Este “contacto” tão maior, é devido à harmonia ali existente.


Dizem: - nós não o conseguimos sequer imaginar.


Acrescentam várias razões pelas quais não podemos imaginar; e explicam que só uma Alma adiantada é capaz de compreender este mistério da vida astral; que eles dizem poder ser suavemente comparado ao “estado de união de almas” que experimentam os amantes, quando conseguem transpor as limitações da carne, e sentirem, como se estivessem “fundidas em uma só alma”; quando para elas não há espaço nem lugar.

E adiantam que esta comparação indica apenas imperfeitamente as condições ideais do plano astral.

Até aqui a explicação refere-se aos sub-planos astrais superiores; por sabermos que nos sub-planos astrais inferiores co-habitam muitos seres diferenciados, procurei e encontrei a informação necessária para completar esta explicação sobre a forma de como podem desfrutar desta vida no astral as almas que se acham nos diferentes sub-planos inferiores.

As almas nos planos superiores sentem uma simpática atracção pelas almas dos planos inferiores e respondem-lhes…estabelecendo com elas uma conexão psíquica ….uma espécie de telepatia muito exaltada… este meio de ligação, produz um estreito contacto mental que se transforma numa união espiritual de amizade ….que é muito mais viva e perfeita do que nas amizades terrestres.

Além disso, a alma que se encontra num plano superior pode “visitar”, com todo o seu ser psíquico, outra alma que se ache num plano inferior; o contrário é que não é possível porque a alma do subplano inferior não está usando um corpo de matéria idêntico á matéria dos subplanos superiores. E como já aqui foi explicado, só se pode permanecer ou visitar os planos que sejam de matéria idêntica ao corpo que estamos usando.

Por este e outros modos se manifesta a união e amizade entre almas desencarnadas em diferentes sub-planos do astral. Por isso, para as almas que ali procuram simpatia e amizade, não haverá nunca solidão ou isolamento.

Não há nada que seja sublime e enobrecedor na vida terrestre que não tenha a sua magnífica correspondência no plano astral……só o que desaparece….são as impurezas.

Os ensinamentos mostram-nos que existe uma “lei natural” que opera no plano astral e no material ou físico, esta lei regula e dirige tudo no respectivo plano.

A alma desencarnada quando deixa a vida terrestre, não se separa da natureza. Pelo contrário, sob a um plano da natureza onde a vida é mais completa, mais rica e mais agradável em todo o sentido. As vibrações astrais queimam as impurezas da materialidade e a alma desabrocha e floresce para dar frutos espirituais na nova vida.

Neste sentido, os Mestres dizem que há uma palavra, que melhor que todas as outras, expressa o sentido espiritual e o desígnio dos planos superiores e dos seus fenómenos …..essa palavra é AMOR!


E este Amor é o ……”Amor Perfeito que afugenta todo o temor”


E a sua “Flor”……é a “Alegria”


E o seu “fruto”…..é a Paz!.


Para todos nós …AMOR…ALEGRIA…e…PAZ

Coligido e composto por

MariaHelena Guerra